quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Vidas sem rumo - 1983

Meio que fui obrigado a assistir esse filme, não que eu não tenha gostado, pelo contrário. Tenho que fazer um trabalho sobre o Coppola, diretor norte-americano que ganhou destaque em "O poderoso chefão", e então estou assistindo a alguns filmes dele. De todos que vi até agora, o que mais gostei foi "Vidas sem rumo" (The Outsiders). Acho que por gostar de dramas adolescentes, com histórias sofridas e trágicas, me encantei por ele.

O grande trunfo deste filme são os personagens, muito bem elaborados, defeituosos, inocentes, inconsequentes, ou seja, jovens. Como deu para perceber a história gira em torno de um grupo de adolescentes, denominados "Greasers" (Jovens
mais pobres que usam jaquetas de couro e cabelos com gel), que não se dão muito bem com os "Socs" (Garotos mais ricos e que usam roupas de marca). A história é ágil, as coisas acontecem rapidamente e logo no início do filme um dos "Greasers" mata um "Soc". Os dois envolvidos no assassinato fogem para uma igreja abandonada em um lugar distante, onde se escondem da policia e dos membros do grupo inimigo. Essa é só o pontapé inicial e o filme, que mesmo sendo curto, tem muita história pra contar.




O grande mérito do diretor é a simplicidade e as vezes até o tom poética no tratamento do longa, que é baseado em um livro. Assim como em outros filmes, Coppola consegui fazer com que o público não saiba exatamente qual o estilo do filme. Esse por exemplo, não se pode definir se é classificado com um drama com ação ou uma ação com drama.


Nota 8,5

3 comentários:

Cristiano Contreiras disse...

Vi tem anos este, bom você relembrar o quanto bom é a abordagem do filme, abs

alan raspante. disse...

Raul, acredita que não vi nada do Coppola ? Fiquei curioso com este!
ótima crítica!
abs ;)

Kaliza disse...

Você deveria ler o livro. Tem muuuuuuuuuuuuuuitas coisas antes do assassinato; ele só vem lá pro meio do livro, hehe. :)