quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

A nova geração do rock brasileiro

Seguindo com uma série voltada a nova geração de profissionais da música e da televisão brasileira, hoje iremos falar sobre as novas bandas de rock, que, numa grande parcela, tem deixada o bom e o velho som para optar por uma música mais pop, atendendo a um grande público jovem.

A televisão e a rádio não são mais as principais maneiras para divulgação de uma banda. Hoje em dia, a maioria dos grupos musicais acabam primeiro fazendo sucesso na rede pra depois aparecer na telinha e na radiola do povo, por isso não se assuste se algum dia ouvir falar em uma banda que faz muito sucesso e você não conhece, é normal! Vivemos em outra era!

O principal veiculo para divulgação de bandas na internet é o Myspace, uma rede social capaz de hospedar MP3 pra galera ouvir, mas não vá pensando que essa é a única maneira para espalhar um grupo musical na internet, contamos hoje com várias ferramentas para isso como Twitter, Fotolog, Facebook, orkut e blog.

Infelizmente esta nova safra de artistas anda se perdendo um pouco. A nova mania emocore anda tomando conta da maioria das bandas, desagradando os mais velhos e os fãs do antigo rock. Com letras mais românticas que o habitual, o emocore se transformou em uma mania teen caracterizada não somente pela música, mas também pelo comportamento geralmente emotivo e pelo visual.

Os maiores destaques da nova geração do rock brasileiro:

Scracho

Junto com o Strike, é um dos maiores destaques das novas bandas. Formada em 2006, o grupo faz um som onde se mistura o reggae e o rock.

A banda começou quando Diego, Caio, Gabriel e Rodrigo (ex-baterista) decidiram gravar algumas músicas covers e colocá-las na internet. Com isso, a popularidade do grupo aumentou e eles passaram a abrir shows para outras bandas locais, como Forfun e Dibob. Surgiu, então, a necessidade de dar um nome à banda, que acabou se chamando Scracho por causa do restaurante Dom Scracho, no bairro Jardim Botânico. O baixista Caio diz que "o Scracho começou como uma brincadeira e rolou". Foi aí que Rodrigo resolveu sair da banda, dando lugar a Dedé, a nova baterista.

Principais sucessos
Universo Paralelo, Divina Comédia e Morena.

Redes Sociais
Site Oficial
MySpace
Fotolog
Twitter

Nx Zero

Das muitas bandas emos que surgiram por aí, Nx zero é a melhor, pois traz algo diferente das demais. Surgida em 2001, a banda é composta por Diego Ferrero (vocal) Leandro Rocha (guitarra e segunda voz), Daniel Weksler (bateria), Conrado Grandino (baixo) e Filipe Ricardo (guitarra).

A Banda lançou seu primeiro álbum, "Diálogo?" em 2004. Mas só fez sucesso à partir do "NX Zero", em 2006, depois vinheram Agora, em 2008, e Sete Chaves, em 2009. O grupo começou em torno de 2001 formada pelo guitarrista e vocalista Yuri Nishida. Na época, a banda era um power trio; apenas uma guitarra, um baixo e a bateria, e o nome da banda era "NX Zero Granada". Com o tempo, a banda foi tomando a forma que tem hoje. Se destacou e se destaca muito em São Paulo. Mas o momento exato do auge foi em 2006, assumindo assim as primeiras posições nas rádios do país.

Principais sucessos
Razões e Emoções, Cedo ou Tarde, Bem ou Mal e Espero a Minha Vez.

Redes Sociais
Site Oficial
MySpace
Fotolog
Twitter

Fresno

Fresno também segue a linha do emocore, por isso suas músicas falam, basicamente de desilusões amorosas, sentimentos e romances. A banda é de Porto Alegre, mas hoje em dia eles moram em São Paulo. Surgiu no ano de 1999 e tem como membros Lucas Silveira (vocal, guitarra e teclado), Gustavo Mantovani (guitarra), Rodrigo Tavares (baixo) e Bell Ruschell (bateria).

Em 1999 , quando estudavam o segundo ano do ensino médio, os membros do grupo resolveram montar uma banda. Após uma reunião do grêmio estudantil do qual os quatro faziam parte, decidiram que a proposta inicial seria fazer versões punk de canções consagradas, apenas por diversão. Em 4 de dezembro de 1999, aconteceu na casa do Pedro o primeiro ensaio, e essa é tida como a data oficial da formação da banda. O sucesso chegou no ano de 2006 e as músicas "Quebre As Correntes" e "Alguém Que Te Faz Sorrir" obtiveram diversas aparições na MTV, alta rotação em rádios de todo país e incontáveis downloads pela Internet.

Principais sucessos
Alguém Que Te Faz Sorrir, Polo, Uma Música e Desde Quando Você Se Foi.
Redes Sociais
Site Oficial
MySpace
Fotolog
Twitter

Strike


A melhor banda da nova geração do rock brasileiro, (Opinião do blogueiro) Strike é um grupo mineiro, que da mesma forma de Fresno mudou-se para São Paulo.

Integrado por Marcelo (Voz), Rodrigo (Guitarra), Cadu (Bateria), Fabio (Baixo), André(Guitarra) e Negro Rico (Dj), a banda é o maior destaque na nova geração do rock. Enquanto a maioria das novas bandas apostam em som mais emocore e de letras românticas, Strike toca um som diferenciado, que mistura o punk rock com o pop e ainda conta com a ajuda de efeitos de um DJ.

Strike, formada em 2003, na cidade de Juiz de Fora em Minas Gerais, só ganhou reconhecimento em 2007 com o lançamento do primeiro álbum, tendo como single a música
Paraíso Proibido. Com estes singles a banda ganhou vários prêmios como: Revelação MTV no VMB 2008, Revelação no Premio Multishow de Música Brasileira 2008 e Melhor Banda do Gênero Pop-Rock no 7º Premio Jovem Brasileiro 2008.

Principais sucessos
Paraíso Proibido, Aquela História, O Jogo Virou e No Veneno.

Redes Sociais
Site Oficial
MySpace
Fotolog
Twitter

COMENTE!
CLIQUE E VEJA
Segunda parte!



5 comentários:

● Priήcε disse...

NX E STRIKEEE ! top de linhaa !

Francimare Araújo disse...

Não curto muito esse novo som que representa o rock brasileiro no momento.
Mas dos destacados eu só tiro Fresno e NxZero, principalmente Fresno.

Os outros tem um som mais independente e não é somado como "é só mais uma banda aí." Eles têm personalidade no que fazem.

Beijos!

Alan Raspante disse...

eu sinceramente, não tenho saco para fresno e NXZERO, e suas músicas melosas para garotinhas de 10 anos...
A única aee que curto um pouco é Strike...

Parabéns pela matéria fikou ótima =)

Anônimo disse...

Muito bom esse video feito em POA-RS, do nascer do sol com a musica do fresno ao fundo...
da uma olhada: http://www.youtube.com/watch?v=OdvvewHBuSw

Anônimo disse...

A verdade é que o rock sempre foi mais que um estilo musical. O rock é um estilo de vida. No passado, devido a todo um contexto histórico-político existia na juventude uma vontade inquietante de mudar mundo. Daí o rock tinha um perfil mais agressivo(não necessariamente violento). A juventude de hoje parece não estar muito interessada em política(A juventude está perdida). Os jovens de hoje não se preocupam com o seu papel na sociedade nem com o seu poder de transformá-la, apenas querem viver suas vidas sossegados e experimentar o turbilhão de emoções que são despertados na adolescência. E isto, naturalmente, afetado o rock, o que pode ser comprovado com o surgimento de um grande número de bandas Emo. Em termos de qualidade musical eu divido a nova geração do rock nacional em duas categorias: Pitty e o resto. E infelizmente, desgraçadamente o resto tende a um total e completo lixo musical.